domingo, 17 de fevereiro de 2019

Série 200 dias de aula - Aula 8


Inicialmente vamos trabalhar com a vogal A e dando sequência nos dias seguintes. Como existe uma vasta possibilidade em trabalhar as vogais, buscarei trazer atividades em cima de pequenos textos e brincadeiras, para facilitar o encaixe aos diferentes eixos.

Linguagem Oral e Escrita: aspectos sonoros da vogal A; leitura e interpretação de texto; visualização e escrita; músicas; coordenação motora.

Matemática: Traços; Formas geométricas; raciocínio lógico; Número de 1 a 9; Sequência.

Movimento: Exploração de habilidades básicas: pular; psicomotricidade; participação em atividades lúdicas; fortalecer o companheirismo.

Natureza e Sociedade: Valorização do eu e o outro

Música: Participação em jogos e brincadeiras; músicas e danças; apreciação musical.

Arte: Utilização de diferentes suportes gráficos; exploração de espaço bidimensionais; aprofundamento das habilidades básicas: recorte.

- ACOLHIDA:



***Obs.: Caso o professor trabalhe na educação infantil, elabore cartazes do calendário, tempo e ajudante do dia e acrescente o momento para olhá-los durante a rotina.

2 - Faça uma roda de conversa e com auxílio visual, explique o que é a Amarelinha já passando as regras do jogo.

- DESENVOLVIMENTO DA AULA:

3 - Leia o texto com seus alunos e faça uma interpretação oral, logo após trabalhe as 3 questões com eles e monte a amarelinha no caderno:




4 - Ensine para as crianças a música "Amarelinha" e brinque com eles fazendo gestos e explorando os movimentos:



5 - Trace no chão uma amarelinha e jogue com seus alunos. Pode fazer competição entre meninos e meninas, ou quem é o primeiro a chegar no céu.


- ATIVIDADES:

6 - Escreva a palavra AMARELINHA  no quadro e mostre a eles a letra inicial, trabalhando o som e a escrita da letra "A".

7 - Trabalhe as atividades abaixo:

(Clique sobre a imagem para ampliá-las e salvá-las em seu computador)








☺ Você poderá gostar também de:

☺ Série 200 dias de aula - Dia 6
☺ Série 200 dias de aula - Dia 7
Compartilhar:

quinta-feira, 14 de fevereiro de 2019

Gênero Textual - Classificados


A principal característica deste gênero textual é o caráter persuasivo. Muito encontrado em jornais, revistas ou sites, representam o objetivo referente às pessoas que se propõem a vender um determinado produto ou anunciar algo. (Fonte: Brasil Escola)

Para montar aulas interdisciplinares utilizando esse tema, poderemos trabalhar:

Linguagem oral e escrita: leitura dos anúncios; criação do próprio anúncio; anúncios expositivos  com apelo chamativo explorando a oralidade.

Matemática: Valores dos produtos ofertados nos anúncios; números de telefone; formulação de preços com contas simples; mercadinho expositivo deixando os alunos venderem os produtos anunciados.

Natureza e sociedade: Meios de comunicação que veiculam anúncios (jornais, revistas, sites etc); relacionar ofertas de emprego com o mercado de trabalho e profissões.

Música: Trabalhe a música "A galinha pintadinha" relacionando ela como uma notícia. Em artes, poderá ser feito os classificados usando essa música, criando os anúncios como: "Vende-se saia para galinhas pintadinhas"; "Vende-se paletó para Galos carijós"; "Precisa-se de médicos para atender no galinheiro" etc.


Arte: Confecção a seção de um classificados com os alunos utilizando folha A3.

- ATIVIDADES:





☺ Você poderá gostar também de:

Compartilhar:

segunda-feira, 11 de fevereiro de 2019

Série 200 dias de aula - Dia 7


Em todas as aulas agora conseguiremos delimitar os eixos que serão trabalhados diariamente comas crianças, dessa forma ficará mais fácil para o professor registrar em pauta seu trabalho, dividindo o conteúdo e mantendo uma sequência em seu trabalho.

No sétimo dia trabalharemos os seguintes eixos: Movimento, Natureza e Sociedade, Arte e Linguagem Oral e escrita

- ACOLHIDA:



***Obs.: Caso o professor trabalhe na educação infantil, elabore cartazes do calendário, tempo e ajudante do dia e acrescente o momento para olhá-los durante a rotina.

2 - Faça um reconto da história "O coelhinho que não queria estudar", iniciando a contação e pedindo aos alunos (um a um) para que deem continuidade.

- DESENVOLVIMENTO DA AULA:

3 - Relembre com eles qual a importância da escola, e depois escreva no quadro o nome de sua escola e trabalhe com eles os sons das letras, e repita algumas vezes o nome para que eles consigam identificar a escola em que estudam.

4 - Brincadeira dirigida - Coelhinho sai da toca:


Organize sua sala colocando deixando um grande espaço no centro, ou leve-os até o pátio ou quadra, e faça círculos no chão de acordo com a quantidade de alunos, deixando um aluno sem o círculo (também podem ser usados bambolês). Peça para que todos os alunos se posicionem em um círculo, e deixe um de fora. Quando o professor der o comando "COELHINHO SAI DA TOCA", cada aluno deve deixar o seu círculo e correr atrás de outro. Nessa hora aquele que ficou sem terá a oportunidade de encontrar sua toca. Repita essa atividade algumas vezes.

5 - Atividade manual - Colar de Coelhinho

- Recorte e cole o coelhinho em uma folha de papel cartão e faça os furinhos na orelha com um furador de papel.

- Peça aos alunos para passarem cola nas orelhinhas e colar sobre elas algodão.

- Com o auxílio de um cotonete, peça que façam pontilhismo com tinta guache amarela (pressionar a ponta do cotonete na tinta e depois sobre o papel fazendo vários pontinhos).

- Espere secar e passe um barbante pelos furos das orelhas e deixem as crianças colocarem em seus pescoços.

- ATIVIDADES:

(Clique sobre a imagem para ampliá-las e salvá-las em seu computador)






☺ Você poderá gostar também de:

☺ Série 200 dias de aula - Dia 6
Compartilhar:

sexta-feira, 8 de fevereiro de 2019

Série 200 dias de aula - Dia 6


Nessa etapa o professor deve levar o aluno a explorar o ambiente, para que possa se relacionar com pessoas, experimentar e utilizar os recursos de que dispõem para a satisfação de suas necessidades essenciais e estabelecer algumas relações entre o modo de vida característico de seu grupo social e outros grupos.

Então nesse primeiro momento podemos apresentar conteúdos relacionados à escola e também a valorização do eu, juntamento com a valorização das relações entre os colegas.

- ACOLHIDA:



***Obs.: Caso o professor trabalhe na educação infantil, elabore cartazes do calendário, tempo e ajudante do dia e acrescente o momento para olhá-los durante a rotina.

2 - Monte uma roda com as crianças e cante algumas músicas usando coreografias simples, como "De abóbora faz melão", "A dona aranha", "10 indiozinhos", "Atirei o pau no gato" etc. 

- DESENVOLVIMENTO DA AULA:

3 - Ainda em círculo, conte para seus alunos a história" O coelhinho que não queria estudar". Para isso você pode usar o recurso visual em power point (disponibilizado pra download abaixo), desenhar a história em papel e contar com o auxílio visual, fazer fantoches em palito de picolé, ou mesmo de mão. Uma ideia bacana é se unir a outros professores da escola e juntos elaborarem um teatro para apresentar para as crianças. Essa parte fica para sua criatividade e disponibilidade de materiais e pessoas de sua escola.

O Coelhinho que não queria estudar

    Na floresta, todos os filhotes de animais iam à escola. Só ficava em casa o coelhinho Juquinha.
    Ele não queria aprender a ler, achava que não precisava disso, que poderia encontrar cenouras sem saber ler. Só queria se divertir.
    Juquinha gostava de ir à casa do tio Coelho ouvir histórias.
    Certo dia, chegou à casa do Tio Coelho, bateu... chamou... chamou, ninguém respondeu. Tio Coelho tinha deixado um aviso na porta, mas Juquinha não sabia ler e pensou que Tio Coelho tivesse ido fazer alguma visita. E foi embora.
    Aborrecido por não ter encontrado o tio em casa, e cansado de tanto andar, Juquinha com surpresa avista o tio.
    Juquinha então disse ao tio que estava vindo da sua casa e que era uma pena ele ter saído para fazer visita justamente naquele dia.
    Tio Coelho respondeu: Eu não fui fazer visitas, deixei um aviso na porta , você não leu?.
    Juquinha ficou muito desapontado e não respondeu. Tio Coelho se lembrou de que ele não sabia ler e então explicou que no bilhete estava escrito que voltava logo e era para sentar e esperar. Juquinha ficou espantado ao saber do aviso.
    No dia seguinte Juquinha foi à casa do senhor João de Barro conversar um pouco. Seu João não estava. Mas, bem embaixo de sua casa havia uma cadeira com um aviso.
    Juquinha ficou contente pois achava que sabia o que os avisos queriam dizer. Então sentou e foi esperar um pouco. Daí percebeu que estava todo sujo de tinta e então ficou bravo porque ninguém avisou.
    João de Barro abriu a porta e disse ao Juquinha se ele não tinha lido o aviso. Depois lembrou-se de que ele não sabia ler. A tinta estava fresca.
    Juquinha ficou um pouco triste mas achava que agora já sabia tudo sobre avisos.
    Então foi embora. Quando ele chegou em sua casa, viu a caixa do correio aberta. Dentro dela havia um papel. Ele achou que era um aviso de que a caixa tinha acabado de ser pintada e que a tinta estava fresca. Passou bem longe da caixa.
    No dia seguinte Juquinha notou um movimento diferente. Parecia que estava acontecendo alguma coisa fora do comum. Havia muitos animaizinhos passando na rua. Eles não tinham ido à escola e passavam pra lá e pra cá carregando cestas coloridas. Juquinha, sem entender nada resolveu ir ver onde eles iam e começou acompanhá-los às escondidas. Os animais estavam parando no meio da floresta. Debaixo de uma árvore, fazendo um enorme piquenique.
    E Juquinha então achou que ninguém havia o convidado . Começou então, a chorar.
    A coelhinha Fofucha que era sua amiga, viu Juquinha chorando e lhe perguntou: Por que está chorando Juquinha? Juquinha então explicou que era porque ninguém havia lembrado dele. Ora Juquinha eles lembraram de você sim, o carteiro até deixou o seu convite lá na caixa de correio da sua casa, você não viu?
    Juquinha enxugou as lágrimas e lembrou do papel que ele pensava que era um aviso sobre tinta fresca.
    A coelhinha deu risada e chamando a sua atenção falou que era uma vergonha e que ele precisava aprender a ler.Mas venha Juquinha, nós estamos fazendo esse piquenique bem divertido. Você squer brincar com a gente? Coitado, ele não soube responder e ficou todo sem graça. Então os animais se reuniram em volta dele e começaram a brincar.
    No outro dia, para a surpresa de todos os animaizinhos da floresta, Juquinha começou a frequentar a escola. Sendo o primeiro a chegar lá.


4 - Logo após a história comece um debate com as crianças e desenvolva qual a importância da escola.

5 - No quadro, escreva o nome dos personagens e estude as letras com seus alunos (iniciais, vogais, consoantes e os sons). Dependendo do nível de sua turma, trabalhe também as sílabas.

6 - Dentro da história, poderá também trabalhar quantidades (números de personagens, quantos coelhos tem na história, conjunto, maior e menor).

- ATIVIDADES:

(Clique sobre a imagem para ampliá-las e salvá-las em seu computador)








☺ Você poderá gostar também de:

Compartilhar:

quarta-feira, 30 de janeiro de 2019

Série 200 dias de aula - Dia 5


É importante o estímulo para o autoconhecimento no desenvolvimento de uma criança. Para isso, o professor deve propor atividades que faça com que os alunos manifestem suas emoções, fazendo-as experimentar novas descobertas, desafios e sensações. Um grande aliado para essas atividades são os jogos e brincadeiras lúdicas sempre com um propósito específico.

Como estamos voltados para o reconhecimento de sua identidade, trabalhar aspectos como os nomes, emoções e o conhecimento de seu corpo, conseguimos preparar algumas atividades em cima disso.


- ACOLHIDA:



***Obs.: Caso o professor trabalhe na educação infantil, elabore cartazes do calendário, tempo e ajudante do dia e acrescente o momento para olhá-los durante a rotina.

2 - Boneco de Massas: 



- Uma criança fica agachada ou em pé. A  outra criança começa a fazer as posições que quiser com a outra, como se ela fosse um boneco de massa sendo modelado.

- Depois troca. Quem era o boneco vira o escultor.

- O professor pode fazer um concurso do boneco que ficar na posição mais bonita.

3 - Descobrindo meu nome

- Em uma caixa coloque as letras que formam o nome de todos os seus alunos. Elas podem ser de E.V.A., impressas em papel, ou até mesmo escritas e recortadas.

- Coloque a ficha do nome do aluno sobre a mesa e ao sinal do professor os alunos deverão ir até a caixa para pegarem as letras que formam o seu nome, mas só vale uma por vez.

- Como incentivo o professor pode dar uma bala ou um pirulito para aqueles que forem terminando.

- Essa atividade ajudará no reconhecimento de letras, apropriação do seu nome na forma escrita, desenvolver a atenção e o raciocínio lógico.

- DESENVOLVIMENTO DA AULA:

4 - Ensine para os seus alunos a música "A canoa virou":


- Prepare alguns materiais (cartolina, guache, giz de cera, etc) e monte com seus alunos um painel com o tema fundo do mar.

- Depois peça para que os alunos pinte e recorte o peixe abaixo, escrevendo o nome deles no centro de cada peixe.


- Monte uma rodinha com seus alunos, fixando o painel na parede na altura que seus alunos alcancem, para fixar os peixinhos. Cole um pedaço de fita crepe ou dupla face na parte de trás dos peixinhos e entregue aos alunos.

- Cante a música "A canoa virou" substituindo a parte "foi por causa do _______" pelo nome do seu aluno. Quando o nome desse aluno for mencionado ele deverá se levantar, ir até o painel e pregar o seu peixinho. Faça isso até todos os seus alunos colarem os peixinhos no painel.


- ATIVIDADES:

(Clique sobre a imagem para ampliá-las e salvá-las em seu computador)








☺ Você poderá gostar também de:




Compartilhar:

terça-feira, 29 de janeiro de 2019

Planner 2019 Gratuito



Para facilitar a organização das aulas e da rotina escolar, montei esse planner voltado para os professores onde encontrarão espaços para registrar seus alunos, planejamento de aulas, reuniões pedagógicas, projetos, lista de alunos e etc.

Clique no link abaixo para imprimi-lo:



☺ Você poderá gostar também de:

Compartilhar:

segunda-feira, 28 de janeiro de 2019

Série 200 dias de aula: Dia 4


No quarto dia de aula, além do professor continuar com trabalhos para a adaptação do aluno no ambiente escolar, poderá ser inserido também algumas atividades para trabalhar a percepção que ele tem dele mesmo, iniciando assim o reconhecimento e fortalecimento de sua identidade.

É sempre bom lembrar que o desenvolvimento se dá por causa da relação estabelecida entre o aluno (carga genética e história pessoal) e o meio onde está inserido. Dessa forma, o professor precisa favorecer esse desenvolvimento e a apropriação de novos conceitos e conteúdos.

Nessa fase inicial, a criança tem necessidade de domínio de si e do meio ambiente, da autonomia e atividade, mas está sempre limitada e proibida de fazer as coisas pelo adulto. Ela fala, mexe, dependendo da faixa etária também morde nos colegas, e de certa forma age quase todo o tempo.

Então, para ter um controle sobre suas ações, ela precisa se conhecer e entender qual o seu papel na sociedade.

- ACOLHIDA:


***Obs.: Caso o professor trabalhe na educação infantil, elabore cartazes do calendário, tempo e ajudante do dia e acrescente o momento para olhá-los durante a rotina.

2 - Exercício de Identidade: Consiga um espelho e posicione-o em algum lugar com espaço na sala e organize uma fila em frente a ele. Um a um, peça para que os alunos pare em frente ao espelho e olhe o reflexo, observando todas as suas características. O professor dá alguns comandos para que a criança gesticule, como por exemplo, colocar o dedo na ponta do nariz, abrir a boca, colocar a língua para fora, levantar um de seus braços, abraçar o seu próprio corpo, sorrir etc.


Variações do exercício - faça a primeira etapa pedindo para que os alunos se olhem no espelho, depois faça alguma pintura facial ou disponha fantasias para eles se vestirem e peça para que se olhem novamente.

Por fim, monte uma roda de conversa e abra um debate com os alunos sobre a atividade, levantando questões sobre como foi a experiência, o que eles repararam em seu próprio reflexo, pergunte também sobre algumas características como: qual a cor do seu cabelo, dos seus olhos, de sua pele. Nesse momento também pode introduzir uma pequena fala sobre as diferenças (porém não se aprofunde, pois esse é um conteúdo que veremos mais adiante em Diversidade).

Depois entregue uma folha em branco para os alunos e peçam para que eles façam um auto retrato. Essa atividade pode ser feita usando lápis de cor, giz de cera, guache e pincel ou até mesmo substituir o papel por massinha de modelar. Deixe livre para a criança se ela quiser se olhar novamente no espelho.

- DESENVOLVIMENTO DA AULA:

3 - Leia para os seus alunos (ou conte, ou passe o filme) a história do Patinho Feio:

Irmãos fazem pouco do patinho feioERA UMA VEZ uma mamãe pata que teve 5 ovos. Ela esperava ansiosamente pelo dia em que os seus ovos quebrassem e deles nascessem os seus queridos filhos!

Quando esse dia chegou, os ovos da mamãe pata começaram a abrir, um a um, e ela, alegremente, começou a saudar os seus novos patinhos. Mas o último ovo demorou mais a partir, e a mamãe começou a ficar nervosa…

Finalmente, a casca quebrou e, para surpresa da mamãe pata, de lá saiu um patinho muito diferente de todos os seus outros filhos.
- Este patinho feio não pode ser meu! Exclama a mamãe pata.
- Alguém te pregou uma partida. Afirma a vizinha galinha.

Os dias passaram e, à medida que os patinhos cresciam, o patinho feio tornava-se cada vez mais diferente dos outros patinhos.
Cansado de ser gozado pelos seus irmãos e por todos os animais do quintal, o patinho feio decide partir.

Mesmo longe do quintal, o patinho não conseguiu paz, pois os seus irmãos perseguiam-no por todo o lago, gritando:
- És o pato mais feio que nós alguma vez vimos!
E, para onde quer que fosse, todos os animais que encontrava faziam troça dele.
- Que hei de eu fazer? Para onde hei de ir? O patinho sentia-se muito triste e abandonado.

Com a chegada do inverno, o patinho cansado e cheio de fome encontra uma casa e pensa:
- Talvez aqui encontre alguém que goste de mim! E assim foi.
O patinho passou o inverno aconchegadinho, numa casa quentinha e na companhia de quem gostava dele. Tudo teria corrido bem se não tivesse chegado a primavera e com ela, um gato malvado, que enganando os donos da casa, correu com o patinho para fora dali!
- Mais uma vez estou sozinho e infeliz… Suspirou o patinho feio.

O patinho seguiu o seu caminho e, ao chegar a um grande lago, refugiou-se junto a uns juncos, e ali ficou durante vários dias.
Um dia, muito cedo, o patinho feio foi acordado por vozes de crianças.
- Olha! Um recém-chegado! Gritou uma das crianças. Todas as outras crianças davam gritos de alegria.
- E é tão bonito! Dizia outra.
Bonito?... De quem estarão a falar? Pensou o patinho feio.
De repente, o patinho feio viu que todos olhavam para ele e, ao ver o seu reflexo na água, viu um grande e elegante cisne.
- Oh!... Exclama o patinho admirado. Crianças e outros cisnes admiravam a sua beleza e cumprimentavam-no alegremente.

Afinal ele não era um patinho feio mas um belo e jovem cisne!
A partir desse dia, não houve mais tristezas, e o patinho feio que agora era um belo cisne, viveu feliz para sempre!


4 - Faça um momento de reflexão sobre a história com seus alunos levantando algumas questões sobre a identidade: o patinho era feliz? Por que ele não era feliz? Ele se parecia com os outros patinhos? O que os patinhos faziam com ele? O patinho sabia o que realmente era? O que ele descobriu que era?

5 - Brincadeira Dirigida - Espelho vivo:


- Uma criança fica em frente à outra, sentada com as pernas cruzadas ou em pé mesmo. Uma criança começa o movimento e a outra imita e vice-versa. Pode usar expressões faciais, caretas, gestos como braços, mãos e pernas etc.

- ATIVIDADES:

6 - Trabalhe as atividades abaixo com seus alunos:


(clique sobre a imagem para ampliá-las e salvar em seu computador)




(CLIQUE AQUI)



☺ Você poderá gostar também de:

Compartilhar:

sexta-feira, 25 de janeiro de 2019

Série 200 dias de aula: Dia 3


Para uma melhor adaptação, a criança deve conhecer a importância da escola em sua vida. Nessa fase elas precisam adquirir segurança e confiança onde estão, por isso ela deve conhecer a escola, suas dependências, os funcionários e suas funções.

As atividades então deverão ser voltadas para ambientá-las dentro da escola, organizando um passeio dirigido tanto dentro, como ao redor do prédio, visitar as salas do diretor, pedagogo, professores, secretaria, cozinha, refeitório, pátio, banheiros, biblioteca, brinquedoteca etc. Sempre deixando claro onde elas estão e para que serve aquele local.

- ACOLHIDA:


***Obs.: Caso o professor trabalhe na educação infantil, elabore cartazes do calendário, tempo e ajudante do dia e acrescente o momento para olhá-los durante a rotina.


 (Ideias extraídas da internet)

2 - Fazer uma excursão na escola para conhecer as pessoas, suas funções e as dependências da mesma. Andar também ao redor da escola, caso possível, e peça aos alunos para observarem se tem casas, prédios, árvores, comércios etc.

- DESENVOLVIMENTO DA AULA:

3 - Ao voltar para sala, conte aos alunos um pouco da história da escola, qual o nome dela, quantos anos tem de fundação, se é pública ou particular, pergunte a elas qual foi a parte que mais gostaram de conhecer (deixe um tempo livre para todos falarem) e peça para que desenhem a escola que viram.

4 - Brincadeira Dirigida - Passe a bola: 

Leve os alunos até o pátio e ajude-os a formarem duas filas. Ao sinal do professor, as duas primeiras crianças da fila apanham as bolas e passam-nas sobre a cabeça para as seguintes, até o final da fila. A última corre até a frente da fila e recomeça a brincadeira. vence a equipe que fizer o que estava na frente da fila, voltar ao início.

- ATIVIDADES:

5 - Trabalhe as atividades abaixo.

(clique sobre a imagem para ampliá-las e salvar em seu computador)





(CLIQUE AQUI)



☺ Você poderá gostar também de:

Compartilhar:
Proxima  → Página inicial

Deixe seu like :)

Total de visualizações

; //]]>